top of page
Buscar

Ganhar o mundo e perder a alma?

Atualizado: 19 de mar. de 2019

Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Marcos 8:36 (NVI)


Soa estranho, mas não faço planos para ter mais dinheiro, nem de morar numa casa melhor ou ter um carro mais novo. Também não preciso de outro emprego. Realmente sinto-me satisfeita com o que tenho, e não vejo nenhuma necessidade de ter mais. Tenho o suficiente para fazer planos sobre como compartilhar melhor tudo o que tenho recebido.

Não, meu carro não é novo, não moro numa mansão, minha conta bancária não é lá essas coisas, meu salário é de professora... Mas nada tem me faltado. Absolutamente nada.

Por que eu precisaria de mais? Acho até que seria muito sério, tendo tudo o que tenho, se ainda houvesse vontade de ter mais. O que eu poderia fazer com o que eu tivesse a mais? Acumular? Esbanjar? Comprar coisas desnecessárias? Alimentar a tola e enganosa sensação de ter controle sobre a vida? Entorpecer-me com os prazeres que o dinheiro compra? Esquecer-me dos que nada têm? Imaginar-me superior aos outros? Empobrecer-me das coisas que o dinheiro não compra?

Ganhar o mundo e perder a alma?

Já aprendi que buscar satisfação nas coisas, e no dinheiro, é como beber água salgada esperando saciar a sede. Não é por acaso que a pessoa que ama o dinheiro nunca tem o suficiente, por mais que consiga acumular.

Deus deu-me o suficiente; e deu-me contentamento.

Antes que alguém me acuse de falta de propósito para o restante da vida, preciso dizer que tenho planos sim, mas de um outro tipo. Meus planos, minhas orações, meus desejos estão focados em coisas que o dinheiro não pode alcançar.

Quero aprender a me ver melhor - a miopia que me incomoda é aquela que os óculos não podem corrigir, é a dificuldade de enxergar a pessoa que sou, além das aparências.

Quero coragem para enfrentar as angústias da condição humana, coragem ancorada na confiança nAquele que é amor e justiça - do tipo que minha pobre mente não consegue alcançar. Quero experimentar, mais vezes, dessa paz que excede o entendimento. Quero desejar o que é bom aos olhos de Deus; que Ele crie em mim olhos sãos, puros e justos.

Quero compartilhar de toda riqueza que me for dada, com aqueles que eu encontrar, enquanto sigo pelo único Caminho que me leva para casa - porque esse mundo que insiste em dizer que a vida é pra ganhar dinheiro, acumular, ostentar ou pra esbanjar, me é estranho…


NOEME RODRIGUES DE SOUZA CAMPOS Revista Diadema Real - Ano XXIX Set-Dez/2018 Nº92

121 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page