top of page
Buscar

Salmos 139 - A onipresença, a onisciência e a onipotência de Deus

Estudando este salmo outro dia percebi algumas coisas fundamentais para o conhecimento a respeito do Deus que nos criou e para o conhecimento e aceitação de mim mesma, como criatura feita à Sua imagem e semelhança, compartilho com vocês algumas dessas minhas percepções:


  • O Senhor me conhece (v. 1-4)

Ele me conhece mais do que meus pais, meu marido, mais que meus amigos, que meus filhos. Ele me conhece mais do que eu mesma, pois Sua visão não é destorcida como a minha. Ele vê o que é e não o que quer ver, como tantas vezes eu faço. Ele conhece meus pensamentos, meus sentimentos, minhas atitudes e ações todas, em todos os momentos. Conhece as intenções do meu coração. Sabe que sou pecadora, mas mesmo assim me ama, me ajuda e me estende a Sua graça.


Obrigada, Senhor, por me conheceres e ainda assim me amares e por eu não precisar dissimular nada diante de Ti, por já me conheceres como eu realmente sou.


  • O Senhor me ama e me alcança (v.5-12)

O amor de Deus passa do Seu coração para Suas mãos. Ele age movido por esse amor, muitas vezes até de forma que não entendemos no momento. Ele me protege de todos os lados, me alcança onde quer que eu esteja (não há obstáculo que o faça desistir). Quando parece não haver solução, Ele a encontra. Até as trevas são claras para Ele. Não há como fugir ou ficar fora do Seu alcance. Seu amor me sustenta e guia.


Obrigada, ó Pai, por esse amor que eu não consigo medir e entender plenamente, mas que posso usufruir.


  • O Senhor me criou de forma maravilhosa (v.13-16)

Ele teceu a minha vida, fio por fio, carreira por carreira, como no tricô e como no crochê; me fez como Sua obra-prima, sou especial para Ele. Ele me fez com admirável perfeição. Todo meu organismo funciona plenamente, sincronizado e detalhadamente organizado por Ele. Não posso ter motivos para queixas, para complexos, para comparações. Se há algo diferente em mim, não tem nada a ver com azar, com estrago. Simplesmente deve ser uma cor, uma peça, um detalhe colocado por Ele mesmo, propositalmente, para me tornar peculiar e única, uma obra-prima de Suas mãos.


Muito obrigada, Senhor, por seu cuidado artístico em me criar. Ajude-me a nunca menosprezar esse Teu cuidado com atitudes mesquinhas ou desleixadas para com aquilo que criaste. Digo isso com convicção!


  • O Senhor planejou todos os meus dias (v.16-22)

Antes que a barriga de minha mãe ficasse evidente, quando me gerava em seu ventre, Deus já havia pensado em mim e escrito em Seu livro todos os meus dias. Conhecer esses planos deve ser nosso ideal, pois eles revelam os pensamentos de Deus.

Quando um amigo viaja e nos traz uma lembrancinha de viagem isto aquece nosso coração por saber que fomos lembrados, que alguém, em meio a tantos afazeres e encontros com outras pessoas, se lembrou de nós, pensou em nós. Aquece mais ainda o coração, saber que Deus pensou em nós e planejou toda a nossa vida, como um presente que é dado a uma pessoa amada, um presente escolhido com muito cuidado.

Dar mais valor aos pensamentos de Deus do que aos pensamentos dos que regem este mundo é uma forma de gratidão por Seu cuidado em pensar e planejar nossa vida com tanto carinho. Damos mais valor a algo quando posicionamos ao lado do que acreditamos em total oposição aos seus adversários.


Quero buscar os Teus pensamentos, Senhor, e quero que eles prevaleçam em minha vida acima dos de qualquer outra pessoa (inclusive dos meus!).


  • O Senhor me sonda, me prova e me dirige (v.23-24)

Passar por uma prova ou por um teste não é fácil e agradável, mas ser aprovado em um concurso ou em uma seleção traz satisfação enorme. Quando o Senhor nos sonda e nos prova, nunca é com o objetivo de nos reprovar, mas de que melhoremos e nos aperfeiçoemos cada vez mais. Ele já nos conhece, mas quer que nos disponhamos como Davi para sermos sondados e provados por Ele, que nos coloquemos em Suas mãos e aí vem o brinde: Ele nos guiará! A prova é indutiva. Não estamos sós. Ele está conosco e nos ajuda. Precisamos manter o coração puro e entregar a Ele nossas inquietações. O resto Ele cuida. Que maravilha!


Ajuda-me a sempre abrir a minha vida perante o Senhor para que venhas sondar meu coração, meus pensamentos e intenções a fim de que eu busque a aprovação constante do Senhor nos meus passos e que eles sempre sigam os Teus.



Débora Duarte da Silva Bastos

Revista Diadema Real - ANO XXII JANEIRO-ABRIL/2011 Nº69

1.381 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page