top of page
Buscar

Conversa entre nós

“... suas boas obras devem brilhar, para que todos as vejam e louvem seu Pai, que está no céu.” (Mt 5:16 - NVT)



Prezadas irmãs, que a graça do Senhor Jesus esteja sobre cada uma de vocês. Gostaria de compartilhar com vocês uma experiência que tenho tido e que penso que possa ser a sua também.


Aceitei o desafio de ler o Novo Testamento em 90 dias. Confesso que tem sido um desafio tirar um tempo para ler três capítulos por dia. Mas tem sido compensador. Como já havia lido outras vezes, coloquei como alvo, na leitura dos evangelhos, observar as atitudes, os comportamentos e as descrições sobre os sentimentos de Jesus. Dediquei-me a observar, por meio dessa leitura, exclusivamente a postura de Jesus em relação às pessoas que o cercavam: judeus escribas, judeus fariseus, judeus convertidos, gentios. Fiquei fascinada, mais ainda, pelo olhar observador do Mestre e dos autores dos Evangelhos ao descreverem as reações de Jesus em face dos acontecimentos narrados.


Quando Jesus inicia seu ministério, Mateus diz que Ele anunciava: “arrependei-vos, pois o reino dos céus está próximo!” (Mt 4:17). No verso anterior, Mateus cita o profeta Isaías que dizia: “O povo que vivia na escuridão viu uma grande luz, e sobre os que viviam na terra onde a morte lança sua sombra, uma luz brilhou”. Jesus anuncia a chegada do reino dos céus e se mostra como a luz para o caminho que nos leva ao encontro com o reino dos céus. Ele mesmo vai passando por cidades revelando a luz, por meio de curas e milagres. E no verso 24 diz que: “As notícias a seu respeito se espalharam até a Síria, e logo o povo começou a lhe trazer todos que estavam enfermos. Qualquer que fosse a enfermidade ou dor, quer estivessem possuídos por demônios, quer sofressem de convulsões, quer fossem paralíticos, Jesus os curava.”.


Foi assim que a Luz brilhou entre os homens, e o povo que vivia na escuridão viu uma grande luz, a Luz que modificou uma região, um país e até mesmo outros países existentes naquela época ouviram e vieram ver a Luz que estava brilhando e fazendo a diferença naquele lugar.


Essa Luz que brilhou curando os enfermos; levando um olhar de compaixão para com a viúva que perdeu seu único filho, uma palavra de conforto para a prostituta que iria ser apedrejada, uma palavra de confrontação para o jovem rico que pensou estar disposto a fazer qualquer coisa para ter a vida eterna; libertando a jovem possessa que era explorada pelos patrões nos deixou uma ordem: “Da mesma forma, suas boas obras devem brilhar, para que todos as vejam e louvem seu Pai, que está no céu”.


Nosso desafio é para que, com as nossas boas obras, possamos mostrar Jesus de tal forma, que o mundo veja e louve ao nosso Pai!


Grande desafio o nosso!


Não queremos receber louvor pelo que fazemos e por causa disso, muitas vezes, não fazemos nada. Ou achamos que porque fazemos muito na igreja, não precisamos fazer nada lá fora.


Lembre-se, Jesus curou a muitos, tanto judeus como não judeus. Nossas boas obras precisam atingir ao mundo que jaz no maligno. O mundo precisa ver e receber nossas boas obras, para que glorifiquem ao nosso Pai.


Precisamos sair de dentro das nossas igrejas, de dentro de casa, e atingirmos o mundo com as boas obras, não para ganharmos a salvação, como muitos pensam e até fazem as boas ações, mas porque queremos que o Pai seja glorificado por meio de nossa vida.


Tiago, em sua carta, no capítulo 1 verso 27, diz: “A religião pura e verdadeira aos olhos de Deus, o Pai, é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo.”.


Nós, liderança nacional de Mulheres em Ação, queremos desafiar você, mulher cristã, a desenvolver a sua salvação exercitando seus dons, acudindo aos necessitados de sua igreja e de sua cidade. Tenho certeza que o seu grupo local poderá desenvolver um ministério de atendimento aos idosos, aos jovens, às crianças.


Pensando nisso e desejosas de ver o nome de Cristo sendo glorificado por meio dos ministérios locais, vamos, no próximo retiro, trabalhar em seminários práticos de como evangelizar por meio de grupos de interesse: idosos, crianças, jovens. Muitas de nossas igrejas já trabalham com oficinas de tricô e corte e costura para idosos, cozinha aprimorada para jovens mães, esportes e aulas de reforço escolar para crianças e tudo isso com objetivo de evangelizar a comunidade ao redor da igreja atendendo ao chamado do Senhor, fazendo a luz brilhar.


Vamos aprender com quem já está fazendo e obtendo resultados, assim glorificaremos a Deus levando outros a glorificarem o nome do Senhor.


Continue caminhando conosco, na graça do Senhor.

Em Cristo,


LÍLIAN CRISTINA MOUTINHO DA SILVEIRA

Líder Nacional das Mulheres em Ação

Revista Diadema Real - Ano XXX Mai-Ago/2019 Nº94

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page